08/14/2020

Tipos De Culturas Agrícolas: Maximizando Seu Lucro

Junto com a caça, a agricultura era uma actividade importante dos povos primitivos uma vez que descobriram o fogo e perceberam que os grãos sabiam melhor cozidos. Embora haja disputas para defender carnívoros, afirmando que a carne contém todos os nutrientes necessários para os humanos, a ausência total de plantas e grãos teria um benefício duvidoso para a humanidade. Há pelo menos três razões significativas para isso:

  1. Para os que apreciam a comida, estes tipos de culturas agricola proporcionam uma diversidade gastronómica abundante.
  2. Para os comedores de carne, as espécies forrageiras suprem as necessidades do gado ou da pecuária.
  3. Para os vegetarianos, as plantas são a fonte principal de nutrição: quanto mais tipos de culturas agrícolas consomem, mais nutrientes diferentes recebem.

Assim, a safra é um negócio importante para os agrários. Assegurar uma variedade de tipos e a rotação de culturas faz parte de uma estratégia agrícola eficiente. Permite que os agricultores aumentem os rendimentos fornecendo nutrientes indispensáveis aos solos com aplicação mínima de fertilizantes.

Neste sentido, o monitoramento de campo por satélite e o software online com interpretação de dados, como o Crop Monitoring, provaram ser de grande utilidade. Em particular, a análise retrospectiva mostra tipos de culturas historicamente eficientes para uma área específica, enquanto que a aplicação precisa de fertilizantes, a rotação de culturas recomendada e o zoneamento dos campos ajudam a economizar os custos de insumos.

Classificações De Tipos De Culturas – O Que Faz A Diferença

O desenvolvimento da agricultura e da indústria envolveu uma utilização mais vasta das plantas do que apenas para comer ou alimentar animais domésticos. Além disso, quando a humanidade satisfez suas necessidades primárias em alimentos e produtos industriais, começou também a pensar no lado estético. Assim, muitos tipos de plantas são utilizados na decoração e no paisagismo.

classificação de culturas: batata, arroz e azeitonas

Existem várias classificações de tipos de culturas agrícolas, dependendo do que é tomado em consideração para determinar a ambiguidade:

  • Época de semeadura (primavera ou outono).
  • Origem das plantas (local ou estrangeira).
  • Finalidade do cultivo.

Finalidade do cultivo divide-se em seis grupos básicos:

  1.   Culturas alimentares – para necessidades humanas (por exemplo, trigo, milho, leguminosas, arroz, batata, tomate).
  2.   Alimentos para animais – para o consumo de gado bovino ou outros (por exemplo, cevada, beterraba, capim para animais domésticos para pastar e armazenar como feno ou ensilagem).
  3.   Culturas de fibra – usadas em vestuário, roupa de cama, indústria e uso doméstico (cânhamo, algodão, linho, bambu).
  4.   Culturas oleaginosas – para a fabricação de óleo quer para combustível de máquinas (colza) quer para a indústria alimentar (girassol, azeitonas).
  5.   Culturas ornamentais – para decoração de casas e desenho paisagístico (flores e arbustos de jardim ou de vaso).
  6.   Culturas industriais – para a produção industrial (borracha).

A classificação de culturas descrita não abrange estritamente os tipos de culturas na agricultura, o que significa que se uma planta pertence a uma categoria, não pode pertencer a outra. As excepções provavelmente fazem apenas os dois últimos grupos, quando a borracha industrial não pode ser utilizada como alimento e as flores de jardim são muitas vezes bonitas mas venenosas.

No resto dos casos, os  tipos de culturas  são permutáveis. Assim, o trigo e a aveia podem ser utilizados tanto como alimento humano ou animal, dependendo da sua qualidade. As sementes de linho são um suplemento dietético útil enquanto suas fibras são utilizadas nos têxteis. A cana de açúcar é a fonte de açúcar e álcool comestíveis, mais também do bioetanol.

Algumas palavras devem ser mencionadas aqui sobre os alimentos OGM como um tipo de cultura especificamente seleccionada. Estão menos sujeitos a doenças, são mais produtivos e requerem menos fertilização. No entanto, é duvidoso que façam realmente muito bem às pessoas, enquanto a vantagem dos produtos orgânicos para a saúde humana não pode ser negada.

Tecnologias De Cultivo E De Colheita: Diversidade De Atitudes

agricultores usando diferentes tecnologias de cultivo e colheita

Várias abordagens na agricultura se desenvolveram há milhares de anos, mesmo sem formação científica. As pessoas notaram que a plantío de copas ou raízes por turnos evita a erosão do solo.

Alguns tipos de culturas na agricultura, como girassol ou colza, devastam o solo e requerem um ano de pousio. Certas sequências de plantas promovem rendimentos. Por exemplo, o repolho cresce mais rápido  ao seguir legumes. Mais tarde, foi descoberto que isso ocorre porque as leguminosas convertem nitrogênio da atmosfera em nitrogênio amoniacal e o liberam no solo.

Essas observações deram origem a tipos alternativos de sistema de cultivo quando se utilizou bem a rotação de culturas, bem monocultura (também monocultivo). Desta forma, se cultivam ou as culturas diferentes ou a mesma cultura, ano após ano.

Existe ainda outra opção, conhecida como inter-cultura, quando várias espécies mutuamente benéficas e “amigáveis” são semeadas no campo ao mesmo tempo, por exemplo, trigo, milho e soja em conjunto de seis fileiras cada uma.

Também existe outra abordagem para a classificação dos tipos de culturas na agricultura:

  • O sistema arável produz culturas do campo sem animais.
  • A pastorícia ou pecuária utiliza os territórios apenas como pastagens.
  • O nómada é semelhante ao pastoril, quando os animais são movidos com pastores para pastos abundantes e água doce.
  • O sistema misto sugere a criação de gado e o cultivo simultáneos de tipos de culturas agricola na mesma terra.
  • O sistema de plantação envolve a criação de certas espécies em plantações como chá, especiarias, café, etc.
  • O sistema de mudança abandona as terras durante um certo período de tempo quando perdem a fertilidade para explorar outros territórios. No entanto, esta abordagem não contribui para a sustentabilidade.
  • A agricultura de subsistência apoia as necessidades individuais dos agricultores e suas famílias.

Outras circunstâncias que determinam a produtividade agrícola.

Os campos podem conter solos de composição e propriedades de drenagem variáveis, pelo que faz sentido semear aí diferentes tipos de culturas agrícolas.

Em retrospectiva histórica, algumas culturas dão melhores rendimentos do que outras em áreas específicas. As previsões meteorológicas permitem aos agrários poupar na irrigação com chuvas vindouras, ou proteger as mudas de granizo ou geadas súbitas.

Os fertilizantes atuam mais eficazmente quando as fases de desenvolvimento das plantas são rastreados com o monitoramento por satélite que aponta as áreas problemáticas. O controle de pragas torna-se um problema menos grave quando detectado a tempo.

Crop Monitoring:  Seu Parceiro Agrícola De Confiança

O monitoramento do terreno, em particular, o monitoramento por satélite é uma ferramenta eficiente aplicada com sucesso por agrários avançados. O Crop Monitoring é uma plataforma online que abrange todos os aspectos acima mencionados para melhorar, sabiamente, o desempenho no campo.

A redução de mão de obra, a preservação dos recursos naturais, e a eliminação da poluição atmosférica são defensores eloquentes da opção do software online com múltiplas características benéficas de uma agricultura precisa e sustentável. As recentes inovações permitem-lhe saber exactamente onde, o quê, quando e como deve semear para obter o máximo lucro com o menor esforço e despesas.

Isto é importante em múltiplos campos com diversos tipos de culturas de inverno porque simplesmente não se pode ter em conta o que se tem em cada zona, e qual é o melhor momento para semear ou colher.

Com o Crop Monitoring, é muito conveniente manter todos os registos em ordem. Além disso, os agricultores são notificados, com antecedência, sobre as actividades programadas ou os riscos futuros, para que possam combatê-los decentemente.

dados de campo de Crop Monitoring

Diferentes fases de crescimento têm índices diferentes. Paralelamente, as biomassas de certas culturas tendem a correlacionar-se com os seus próprios índices específicos de forma mais precisa do que com outros. O Crop Monitoring fornece informação detalhada sobre o desenvolvimento de cada espécie vegetal com base nos seus índices de vegetação, rotação de tipos de culturas de inverno e fases de crescimento.

Além disso, não só os agricultores ganham com este produto de software. É benéfico também para outros intervenientes no processo agrícola. Assim, os agentes de seguros podem facilmente verificar o que foi cultivado nos anos anteriores, e estimar possíveis riscos de anos fracos se os tipos de culturas agrícolas forem mal rotacionadas. Qualquer que seja a parte que represente, o Crop Monitoring lhe oferece sua própria vantagem de estar a par.

ARTIGOS RELACIONADOS

CONTATE-NOS

Se você está interessado em cooperação, por favor complete e formulário e nós iremos entrar em contato com você em breve
Caracteres restantes (1024 max.): 1024
*campos obrigatórios
211 queries in 0.269 seconds.