02/5/2020

Conceito de erosão e degradação do solo: as ameaças principais para a fertilidade da terra

A conscientização ao respeito das causas, conseqüências e medidas preventivas da degradação do solo é crucial para os agricultores em todo o mundo. O conceito da degradação do solo refere-se aos processos ambientais que destroem a estrutura do solo, influenciam sua fertilidade e comprometem a qualidade de água. O solo sofre alterações físicas, químicas e biológicas, dependendo do fator que conduz à degradação. O que é degradação do solo? Os principais itens a agilizar a degradação são os seguintes: água, vento, movimento do gelo e gravidade.

Há inúmeros tipos de degradação do solo, mas para as atividades agrícolas, as mais importantes são: erosão do solo, salinização e acidificação. Devido à rápida urbanização e práticas agrícolas agressivas (lavoura, uso de pesticidas e práticas de irrigação inadequadas), os níveis de salinidade e acidez do solo aumentam até o ponto quando os campos já não possuem mais a fertilidade desejada para a agricultura. Mesmo que estes dois tipos de destruição do solo sejam uma ameaça considerável ​​para os agricultores, a erosão também é um perigo importante para a fertilidade do solo. O que significa erosão? É um processo que remove as camadas do solo com os nutrientes férteis por causa de acção do vento, da água, assim como do plantio direto.

O que é erosão do solo e como é causada

Como mencionamos acima, a água, o vento e as práticas agrícolas, como o plantio direto, são os principais agentes da erosão do solo. O que é erosão?

O termo “erosão do solo” abrange uma ampla gama de ações físicas e químicas, como a remoção de matérias solúveis, alterações químicas, desintegração por gelo ou por rápidas mudanças de temperatura, atrito pelo vento com poeira…

Além disso, com uma taxa cada vez maior de população, as pessoas contribuem significativamente para a criação da erosão por lavouras, desmatamento excessivo e atividades industriais, como construção de estradas, que, inevitavelmente, ​​influenciam as colheitas.

O clima é uma das causas da erosão que ocorre na forma de precipitações esmagadoras. Depois de fortes chuvas, as áreas com uma vegetação e raízes fracas são particularmente vulneráveis ​​aos fluxos pluviométricos, portanto o desgaste do solo é inevitável. O processo de erosão também ocorre durante as rajadas de vento; apresenta uma ameaça substancial e importante, pois o solo é seco e, consequentemente, sensível a mudanças.

O significado de erosão para as obras agrícolas / Produtividade no campo / das colheitas

O desenvolvimento da erosão ocorre a um ritmo diferente, dependendo das circunstâncias. Independentemente da velocidade da deterioração, afeta a produtividade da terra, a fertilidade do solo, degrada a qualidade da água e prejudica a drenagem da água.

A umidade é conhecida por agricultores de todo o mundo como um fator importante para que o solo seja frutífero. A erosão, por sua vez, contribui na poluição das águas subterrâneas, e a estrutura rígida do solo impede o fluxo de água em camadas mais profundas. O efeito de uma drenagem deficiente aumenta a erosão devido ao solo densamente compactado: desta forma a produtividade do campo diminui devido a insuficiência da umidade.

Outro efeito prejudicial da erosão é o aumento do nível de ácidos no solo, pois sua estrutura biológica fica danificada. Enquanto as massas orgânicas sejam desbastadas das camadas superiores do solo, o solo não consegue mais manter o nível de pH aceitável. Os valores de oscilam PH acima ou abaixo das faixas desejadas, comprometendo a capacidade de crescimento de plantas e culturas intensivas.

Como as pessoas contribuem para a erosão do solo

Atividades agrícolas negligentes, como lavoura, quebram a superfície do solo em pequenos pedaços. Este problema foi exacerbado pelo uso de equipamentos tecnológicos avançados. É interessante, entre outras questões, notar que a lavoura influencia a erosão do vento, desidratando a terra, já que produz pedaços mais finos de solo que podem ser facilmente levados pelo vento.

O desmatamento é outra prática comum que leva à erosão do solo.

As árvores ajudam a manter o solo no lugar; portanto, quando são arrancadas, o solo e as rochas soltas são empurradas pelo vento e chuvas para os riachos e rios, causando novamente a sedimentação indesejada.

Um efeito semelhante ocorre durante os processos industriais (por exemplo, a obra civil) e a implantação de infraestrutura de transporte que desgastam as terras agrícolas ao redor.

Como evitar a erosão do solo, controle, destruição

A terra descoberta fica exposta à diferentes tipos de erosão do solo. Portanto, uma das principais medidas que os agricultores devem adotar para evitar o esgotamento indesejável é a florestação. Se a região é uma superfície plana ou inclinada, é recomendável plantar árvores, grama e arbustos que protejam a área dos ventos, das chuvas e evitem a acidificação. Outra medida preventiva importante é a rotação constante de culturas pressupondo que os agricultores nunca deixem o solo sem plantio.

No que diz respeito à erosão por água, ela pode ser evitada, principalmente, com a redução de lavoura direta que causa a compactação excessiva do solo. Um agricultor também pode construir canais de água artificiais, chamados calhas, com uma função semelhante à drenagem. Outras abordagens para salvar a terra de inundações excessivas envolvem a construção de barragens e aterros.

Erosão do solo vista pelo Сrop Monitoring

O Сrop Monitoring (Monitoramento de colheitas) oferece uma oportunidade de obter as informações mais atualizadas sobre os níveis de vegetação, comparar, com base no histórico, as mudanças nos valores de vegetação nos últimos 5 anos e monitorar tendências de degradação do solo. Com uma variedade de funções apresentadas no Сrop Monitoring, os agricultores economizam recursos, tempo e dinheiro, especialmente para grandes extensões de terra. A tomada das decisões sobre as datas de colheita,os tipos, os fertilizantes e outras previsões torna-se muito mais fácil.

erosão do solo

o que é erosão

Além dos dados detalhados que o Сrop Monitoring disponibiliza, a plataforma também é fácil de usar. Você simplesmente salva o campo, aplica o zoneamento e aguarda notificações por email sobre as flutuações do NDVI, assim que novas imagens de satélite para o seu campo são adicionadas. Para os agricultores nunca foi tão simples a maneira de obter as informações suficientes sobre os pontos mencionados acima. O sensoriamento remoto, igual imagem, também é uma ferramenta altamente eficaz para manter a produtividade do campo o ano todo.

Confira Manual do usuário passo-a-passo do Сrop Monitoring para encontrar instruções detalhadas para trabalhar com o sistema. Sinta-se à vontade para enviar-nos um email: support@eos.com

 

ARTIGOS RELACIONADOS

CONTATE-NOS

Se você está interessado em cooperar, por favor preencha o formulário e entraremos em contato com você em breve.





*campos obrigatórios