Agricultura

Fertilidade Do Solo E Como Controlar Sua Perda

04.03.2021

Um dos componentes que participam na fertilidade do solo são os minerais. Nesta fonte de energia vital das plantas encontramos as vitaminas ou os suplementos dietéticos necessários para o progresso dos cultivos. Os micro e macronutrientes tornam as plantas mais fortes: crescem mais rápido, desenvolvem muitos frutos e resistem fatores patogênicos como pragas e enfermidades. Estes elementos químicos determinam a fertilidade do solo, que pode ser definida como a habilidade para originar altas produções. Os solos cultiváveis são uma grande vantagem para os agricultores, mas isso não significa que não requeiram suplementos adicionais. A falta de minerais leva a uma redução da fertilidade do solo. Por outro lado, inclusive um solo infertil pode produzir grandes colheitas se tiver uma gestão efetiva.

A Importância Da Fertilidade Do Solo

Um solo fértil é a capacidade de fornecer água e nutrientes às plantas nas proporções adequadas para o seu crescimento e produtividade. Sua fertilidade é um dos fatores principais que aumentam o índice de produtividade de uma lavoura. Por isso, para realizar uma colheita produtiva, o conhecimento da fertilidade do solo é essencial.

Um solo fértil é imprescindível para as atividades agrícolas. Além dos aspectos nutricionais, também é importante na fertilidade, os aspectos biológicos e físicos para o crescimento das plantas, porque esses influenciam a disponibilidade nutricional.

Embora alguns agricultores vejam o solo como uma mera ferramenta para fazer com que a planta cresça, é nele que se concentram os aspectos principais para o desenvolvimento desses cultivos. Uma boa fertilidade é fundamental para ter um sistema agrícola rentável e sustentável a longo prazo. Os solos férteis fornecem níveis ótimos de nutrientes disponíveis para o crescimento das plantas. Desta maneira, as plantas serão mais saudáveis e vigorosas e poderão ter uma maior resistência a enfermidades, pragas, condições meteorológicas adversas e presença de ervas daninhas.

verificando a fertilidade do solo com as mãos

Tipos De Fertilidade Do Solo

Fertilidade Física Do Solo

Os componentes físicos fazem referência às pedras e minerais que se romperam com o tempo originando partículas de areia, lodo e barro. Estes componentes, estão bem estudados, determinam a textura do solo que depende do seu processo de formação influenciado pelo tempo, topografia, clima, organismos vivos e a matéria de origem como a pedra subjacente.

Fertilidade Química Do Solo

Para um crescimento com êxito, as plantas requerem certos componentes químicos básicos derivados de diferentes fontes: por exemplo, elas tomam oxigênio e hidrogênio do ar e da água respectivamente. Os outros três minerais principais são depositados no solo, melhorando a qualidade dele. Estes são:

  • Nitrogênio: potencia o crescimento geral e das folhas.
  • Fósforo: é benéfico para o sistema de raízes e desenvolvimento de botão e sementes.
  • Potássio: importante para o metabolismo e a resistência aos patógenos.

Os minerais secundários incluem:

  • Magnésio: um componente da clorofila, importante para a fotossíntese.
  • Cálcio: necessário para as células e neutralizador de toxinas.
  • Sulfuro: forma parte de proteinas e enzimas.

Depende da fertilidade física. A saúde do solo é decisiva para determinar a quantidade de água e nutrientes que ele pode armazenar e a disponibilidade de estes nutrientes para as plantas.

aumento da fertilidade do solo com produtos químicos

Fertilidade Biológica Do Solo

É o componente da fertilidade que determina um ecossistema vivo. Inclui plantas, animais, insetos, minhocas, nematódeos, artrópodes, protozoários, fungo e bactéria. Todos eles são muito importantes para a saúde do solo. A maioria são visíveis mas outros são tão pequenos que precisam de ampliação. A comunidade microscópica, os micróbios e microbiomas são os responsáveis pela reciclagem e transporte de nutrientes e água. Uma colher de chá contém um bilhão de bactérias, várias centenas de jardas de fungos, milhares de protozoários e 10-20 nematódeos.

As Minhocas E A Fertilidade De Solo

As minhocas são um exemplo de como os animais contribuem para a fertilidade do solo, decompondo a matéria orgânica. Eles tomam os nutrientes dos microrganismos da matéria orgânica e do solo. Ao atravessarem o solo para se alimentar, formam canais tubulares ou tocas, que persistem por um período de tempo longo. Desta maneira, as minhocas contribuem para a fertilidade do solo, já que aumentam a sua porosidade e por consiguiente a quantidade de ar e água que pode entrar nele. O aumento da porosidade diminui a densidade aparente e aumenta o desenvolvimento das raízes. Seus excrementos ou dejetos aumentam a fertilidade do solo devido a seu teor de nitrogênio, fósforo, potássio e magnésio. Além disso, os dejetos contêm microrganismos. Quanto mais matéria orgânica digerida, mais microorganismos. A ciclagem dos nutrientes da matéria orgânica e o aumento do microrganismos melhoram o crescimento das plantas. Os dejetos das minhocas junto com a liberação de agentes de ligação melhoram sua estrutura e aumentam a estabilidade e fertilidade.

EOS Crop Monitoring

Ferramenta de análise de campos com acesso a imagens de satélite de alta resolução para identificação remota de áreas problemáticas!

Perda De Fertilidade Do Solo

A perda de fertilidade do solo constitui um problema grave para os agricultores. Para poder resolver este problema é importante identificar as causas dele. Ultimamente, tem aumentado as práticas agrícolas inadequadas que favorecem esta perda. Entre elas, se encontra o uso excessivo de fertilizantes químicos e pesticidas, assim como a lavoura excessiva. Não ter um bom conhecimento das práticas também pode causar a perda de fertilidade como fazer uma rotação de culturas sem base científica ou usar más práticas de irrigação e gestão de água. Também é essencial afastar-se das práticas antigas do ressurgimento do solo para evitar a perda de fertilidade.

Além disso, outras causas da perda de fertilidade são as seguintes:

  • Fatores tais como desmatamento, má gestão de resíduos industriais, pastar demais, expansão urbana.
  • A matéria orgânica joga um papel importante na preservação da fertilidade do solo através da conservação de nutrientes. A baixa fertilidade causa uma vida limitada e uma má estrutura dele.
  • O carbono orgânico desempenha um papel importante na preservação da fertilidade através do aumento da capacidade de preservação de água e supressão de enfermidades. As práticas inadequadas resultam em um baixo teor de carbono orgânico.
  • A baixa eficiência do uso de nutrientes deteriora a saúde química, física e biológica dos solos.
  • Fatores naturais como inundações, vulcões e terremotos contribuem ao déficit da saúde do solo.

campo com baixa fertilidade do solo

A perda da fertilidade do solo prejudica gravemente a produção de alimentos, provocando um descenso das colheitas e, por conseguinte, ambas as perdas agrícolas e econômicas. Além disso, tem consequências na sua estrutura, com a perda de compactação ou a erosão de água e vento, o que envolve uma degradação química e perda de húmus. De maneira geral, afeta o meio ambiente. O solo é uma parte integral dos ecossistemas naturais e a mudança na sua composição o conteúdo químico resulta em consequências naturais como um aumento da poluição e sedimentação nos riachos e rios, assim como efeitos na flora e fauna.

Como Manter A Fertilidade Do Solo?

Adubação

Adubar consiste em cobrir o solo descoberto com materiais orgânicos. Desta maneira, a umidade é mantida. Isto é preciso para a germinação das sementes. Além disso, se reduz a erosão. Não só mantém a sobrevivência dos organismos, mas também melhora a sua aeração e adiciona nutrientes, aumentando a saúde e fertilidade do solo.

Culturas De Cobertura

As culturas de cobertura são uma maneira de aumentar a fertilidade do solo. Além de se alimentarem com as folhas em decomposição das culturas, as culturas de cobertura decadente fornecem nutrientes necessários para as plantas, enquanto as raízes permitem entrar o oxigênio. Um exemplo de cultura de cobertura são as leguminosas que fornecem nitrogênio e grama para melhorar a estrutura do solo.

culturas de cobertura para manter a fertilidade do solo

Acrescentamento De Matéria Orgânica

Os estrumes são o perfeito exemplo de matéria orgânica porque já se decompuseram e os nutrientes estão disponíveis para as plantas e os organismos, aumentando a fertilidade. Um dos problemas a considerar é evitar a disseminação dos agentes causantes de enfermidades dos estrumes de propriedades rurais e pequenas fazendas.

Lavoura Mínima

Outra maneira de como aumentar a fertilidade do solo é a lavoura mínima que está baseada na plantação de cultivos de ano para ano com a mínima perturbação. Assim, o conteúdo de água aumenta já que a lavoura contínua expõe os solos úmidos que vão sofrer a evaporação, reduzindo a quantidade de água.

Além disso, a lavoura mínima garante a matéria orgânica que o solo pode decompor e aumentar os nutrientes. A semeadura contínua da terra debilita a estrutura dele favorecendo a sua erosão.

O Uso Sábio Dos Fertilizantes

O uso de fertilizantes tem que estar baseado nas necessidades da fertilidade do solo. Para isso, primeiro tem que realizar um teste do solo. O uso excessivo de fertilizantes pode prejudicar ambos o solo e os humanos. Destrói os organismos que ajudam na sua aeração e adicionam nutrientes.

Crop Monitoring fornece uma ferramenta de zoneamento que permite aos agricultores produzir um mapa de produtividade do campo. Este mapa representa informação comparável sobre zonas do campo com mais ou menos produtividade. Esta característica agrupa o campo de acordo com os valores de NDVI e o visualiza como uma paleta dinâmica.

Cheque a guia do usuário passo-a-passo da Crop Monitoring para encontrar as instruções detalhadas de como trabalhar com o sistema, ou sinta-se à vontade de nos enviar um email a support@eos.com

Teste Do Solo

O teste do solo lhe dará informações dos nutrientes que seu solo precisa para a melhoria da fertilidade do solo. O tipo de solo joga um papel importante na manutenção da sua saúde. Graças ao teste, você saberá que tipos de cultivos cultivar e que tipos de produtos químicos usar durante o manejo integrado de pragas.

Para aumentar a produtividade é preciso investir na melhora da saúde do solo, desde que toda a vida dependa dele. Um melhor solo fornece as melhores condições para os organismos vivos e nutrientes necessários para as plantas.

Fertilidade Do Solo No Brasil

O Brasil possui 64 milhões de hectares de lavouras. Porém, isto não seria possível devido aos tipos de solo presentes no país, onde 70% são ácidos e 40% dos solos têm a metade da produtividade.

De modo geral, o processo de formação de solo começa pelas rochas, que depois sofrem transformação por agentes naturais como temperatura e microorganismos. Por outro lado, o clima tropical, caracterizado pelas chuvas, colabora com a perda de nutrientes por causa do processo de lixiviação. A água faz este tipo de lavagem, ficando apenas hidrogênio e alumínio que limitam o desenvolvimento da agricultura. A disponibilidade dos nutrientes depende do pH, que é um dos fatores que influenciam na fertilidade do solo. Se o pH não for o ideal, o desenvolvimento das plantas fica prejudicado. Por exemplo, os solos ácidos têm baixo teor de cálcio e magnésio, nutrientes essenciais para o desenvolvimento das plantas, e alto de componentes tóxicos como alumínio e manganês.

É por isso que nos anos 60 e 70, pesquisadores passaram a estudar métodos para corrigir essa acidez. Eis, destaca a calagem definida como o uso de calcário no solo para aumentar sua fertilidade e que seja mais produtivo. Isto contribui para o crescimento da agricultura brasileira. É o calcário o material mais nobre usado na agricultura no Brasil já que apresentam uma grande porcentagem de solos ácidos no país, estes precisam passar por correções para ser usados na agricultura.

O calcário é um produto industrializado de rochas carbonatadas, moídas e passadas em peneiras abaixo de 2 mm, que corrige a acidez do solo quando aplicado. Ao elevar o pH melhora a fertilidade do solo e nutrição das plantas, neutralizando os efeitos negativos do alumínio e manganês tóxicos e elevando a saturação de bases, tais como cálcio e magnésio. Além disso, aumenta a disponibilidade de fósforo e outros elementos macro e micronutrientes. A calagem não só favorece o desenvolvimento do sistema radicular das plantas, potencializando os efeitos da adubação e aumentando a absorção de água; mas também melhora suas propriedades físico-químicas e biológicas, arejando e favorecendo a atividade de microrganismos.

Hoje em dia, os cuidados do solo garantem a longevidade das produções, trazendo benefícios ambientais e econômicos e colocando o Brasil como um dos maiores produtores e exportadores de grãos do mundo. A orientação profissional é fundamental para a realização desses cuidados e indicação dos produtos adequados para cada tipo de solo e cultura. A análise de fertilidade do solo constitui a primeira etapa. O engenheiro agrônomo toma uma amostragem e é analisada num laboratório para avaliar a quantidade de calcário e adubo que deve ser aplicado. Isto junto com o acompanhamento de especialistas garante uma agricultura moderna e sustentável.

O Melhor Solo Para A Agricultura: Existe Algum?

Não há uma resposta “certa” a esta pergunta, uma vez que múltiplos aspectos são decisivos. O melhor seria aquele que será capaz de adequar perfeitamente às suas próprias necessidades.

pedágio de zoneamento no software Crop Monitoring

Deve-se apenas saber como aumentar corretamente a fertilidade do solo com o uso de fertilizantes. ‘Quanto mais, melhor’ não é o caso. As quantidades devem ser equilibradas de forma ótima para evitar consequências involuntárias. O excesso de nitrogênio acelera o crescimento mas impede a frutificação. Além disso, a quantidade extra não só queima a planta como polui o ambiente.

Cada espécie dita as suas próprias necessidades e quanto composto por acre deve ser calculado, dependendo do tipo de cultura e dos testes do solo. As aplicações de gestão de fertilizantes facilitam esta tarefa.
A última, mas não a menos importante, é combater integralmente as causas do empobrecimento através da fertilização adequada, drenagem completa, melhoria da estrutura, prevenção da erosão e rotação de culturas.