02/6/2020

Drones Na Agricultura: Futura Aplicação Massiva

Quando o primeiro satélite foi lançado para explorar o espaço, dificilmente se poderia imaginar que seria utilizado para satisfazer as necessidades da agricultura. Seu destino eram novas galáxias, não os campos. Hoje em dia, as tecnologias avançadas nos permitem observar a Terra quase em tempo real e usar os dados para uma infinidade de aplicações, incluindo a agricultura.

Com o surgimento de novas opções competitivas, surge a pergunta: por que usar satélites se tem drones para agricultura? Para resolver a questão, precisamos descobrir o que cada um pode fazer e como podem complementar-se mutuamente.

Monitoramento do Campo

Quando se trata de precisão, os drones para a agricultura não têm rivais. Eles podem se aproximar da terra e fazer fotos distinguindo entre as ervas daninhas da safras ou mostrar cada planta em busca de enfermidades ou pragas. Os drones podem-se aproximar da superfície em um ângulo muito pequeno, permitindo a criação de modelos 3D. Entretanto quando a alta precisão não é mandatória, as imagens de alta resolução parecem dispensáveis.

Há também casos em que VANTs e satélites não competem, mas se complementam. Quando uma área com problemas é percebida na imagem de satélite, você pode atualizá-la com um drone ou com a aplicação Scouting e resolver o problema de forma correspondente.

satélites ou drones

Esta é uma breve comparação de possibilidades e vantagens:

  • O alcance de um satélite é mais amplo: captura todo o território de uma só vez. O monitoramento com drones leva mais tempo e pode exigir vários voos dos VANTs.
  • A imagem espacial está completa: não tem necessidade de juntar várias fotos tomadas por drones num plano ortográfico e nenhum efeito de “mosaico”.
  • As imagens de satélite são georreferenciadas e, portanto, indicam a localização da área com problemas no campo.
  • Não são necessários nem pilotos/operadores de VANT nem licenças/permissões. Os drones para agricultura devem ser operados por especialistas treinados com licenças de voo concedidas pelas autoridades.
  • Os dados obtidos por satélite são armazenados em arquivos. Assim, você pode viajar no tempo e ver o que aconteceu na área num momento determinado. Tendo esta informação, você pode facilmente analisar as tendências na região. Você também pode controlar os problemas frequentes nos campos e decidir se vale a pena comprar este terreno como faz Clay Mitchell de Iowa. As fotos de drones retratam somente o estado atual.

Outras Aplicações

Qual é o uso de drones na agricultura além do monitoramento?

Os satélites e os drones fumigadores das safras se complementam um ao outro eficazmente. Por outro lado, cada um tem características únicas.

Os satélites podem proporcionar as seguintes informações:

  • medir a radiação de microondas no nosso planeta;
  • prever chuvas ou secas, eventos climáticos extremos.
  • determinar a composição do solo;
  • mostrar o estágio de desenvolvimento da safra;
  • indicar áreas com problemas, zonas ineficientes ou não cultivadas;
  • estimar o rendimento atual e futuro;
  • indicar a dinâmica das atividades agrícolas (em comparação com os anos anteriores).

Isto permite tomar decisões quanto à aplicação de nutrientes, a construção de drenagens, ao abastecimento de água extra, etc.

A vigilância de drones pode prevenir roubos; eles mostram detalhadamente o processo de rega e aplicação de EPP. Esse tipo de matizes são muito sutis para as imagens de satélite.

Limitações nas Observações Aéreas

1. Condições meteorológicas. Os drones voam debaixo das nuvens, por isso o tempo nublado também está bom para eles. Porém, eles são sensíveis ao vento. Mesmo assim, as condições meteorológicas são apenas temporárias.

2. Alcance da área. Certas restrições tornam o uso de drones totalmente impossível. Assim, são proibidos nas imediações de zonas controladas, como objetivos militares ou aeroportos.

Os drones devem ser visíveis para o operador, de modo que seu uso também é restrito no espaço. Ademais, a sua utilização em territórios vizinhos deve ser frequentemente acordada com outros agricultores que podem não gostar quando você grava o seus campos também.

3. Tempo. Os satélites voam em volta da Terra dentro de um certo intervalo de tempo, cada 3 ou 5 dias. Quando você precisa verificar a área imediatamente, é mais rápido ligar um drone.

A produtividade do drone depende muito de suas baterias. Assim, a sua duração de uso é limitada.

4. Preço. Os drones agrícolas não são baratos, seja para comprar ou para arrendar. Quanto maior for a área monitorada, maiores serão os gastos. Um satélite cobre todo o território com uma única foto, por mais grande que seja.

Drones são bons para inspecionar pequenas áreas ou quando a alta precisão é necessária. Os satélites são um equilíbrio perfeito da resolução adequada e área analisada. São mais baratos quase em 100% dos casos.

5. Processamento de dados digitáis. As imagens espaciais podem ser utilizadas nas plataformas agrícolas na nuvem que fornecem acesso a muitas ferramentas, enquanto os agricultores têm que processar imagens de drones com software externo. Isso também aumenta os custos.

Crop Monitoring – Seu Olho no Céu

Dependendo da finalidade, é lógico usar satélites, drones ou combiná-los. Talvez, a observação com satélites é uma boa maneira de começar, pois é mais simple, acessível e rentável do que os drones para agricultura. Plataformas como a Crop Monitoring podem dar-lhe o melhor resultado a um bom preço.

Esta plataforma online fornece monitoramento via satélite e serviços relacionados. Ela não oferece apenas registros recentes e históricos de campo, mas também permite aos seus usuários:

  • criar índices de vegetação NVDI, EVI, SAVI, ARVI, GCI ou NDWI;
  • automatizar a vigilância do estado de campo com alertas;
  • realizar zoneamento e classificação das safras;
  • administrar os riscos climáticos (morte no inverno, choque frio e choque térmico);
  • identificar as fases de crescimento das safras;
  • estimar o rendimento;
  • otimizar a aplicação de fertilizantes;
  • comparar o desempenho de campo com as tendências médias da região;
  • explorar campos (incluindo administração e sincronização de tarefas).

Então, o Que é Melhor Para a Agricultura: Satélites ou Drones?

Com satélites e drones, a agricultura experimenta alterações drásticas para melhor. Inovações recentes permitem que os agricultores inspecionem os seus campos mais facilmente. Como resultado, eles podem produzir maiores colheitas.

Obviamente, as opções resultam das necessidades de cada um. Quando se trata de grandes extensões, a possibilidade de medir vastos territórios é muito mais importante do que as imagens de alta qualidade. Assim, neste caso, as imagens espaciais são apenas mais que suficientes.

Elas também fornecem aos agricultores atualizações automáticas regulares e não exigem um software adicional para processar as imagens obtidas. Com o monitoramento por satélite, não tem necessidade de comprar e instalar o hardware. Plataformas online oferecem acesso a todas as ferramentas necessárias para o processamento de dados. Você não precisa obter licenças ou contratar pilotos treinados.

Plataformas grandes oferecem pacotes “tudo incluído” para administrar os seus campos sem dores de cabeça, e tem como objetivo tornar a agricultura mais produtiva, considerando todos os detalhes. Sem gastos extra, os satélites monitoram todos os riscos. Como resultado, os agricultores podem perceber todos os riscos a tempo e responder prontamente para melhorar a situação.

Esta é uma estratégia vantajosa em todos os sentidos. Primeiro, você não só economiza dinheiro utilizando tecnologias mais caras apenas quando elas são realmente necessárias. Em segundo lugar, você ganha mais dinheiro abordando o problema imediatamente, evitando assim perdas.

ARTIGOS RELACIONADOS

CONTATE-NOS

Se você está interessado em cooperação, por favor complete e formulário e nós iremos entrar em contato com você em breve
Caracteres restantes (1024 max.): 1024
*campos obrigatórios
204 queries in 0.236 seconds.